• Redação

Soneda Perfumaria inaugura nova loja em São Bernardo


(Foto: Divulgação)


O mês de outubro foi intenso para a Soneda Perfumaria (www.soneda.com.br), rede de beleza e bem-estar presente em 15 municípios paulistas, especialmente na região da Zona Leste de São Paulo, que teve sua 38ª unidade inaugurada no Shopping Metrô Itaquera e deu início à 13ª operação, no modelo store in store, com a multinacional japonesa de variedades Daiso Japan na loja da Maria Marcolina, na tradicional região do Brás. Agora, a companhia foca suas atenções para a quinta unidade na região do Grande ABCD, com o lançamento da 39ª loja no Golden Square Shopping Center, em São Bernardo do Campo, no dia 11 de novembro.


Essa será a segunda unidade da Soneda Perfumaria em São Bernardo. Ela já mantém uma operação na Rua Marechal Deodoro, 1.363, no centro da cidade desde 2018. Há outras unidades em Santo André, Mauá e Diadema. “A região do ABCD é estratégica para nós, pois reúne um público consumidor muito forte das classes C e B+ que admira a nossa marca e tem necessidade de consumir bons produtos a preços justos”, declara Minoru Kamachi, diretor da Soneda.


O potencial da região é grande, como aponta pesquisa de consumo organizada pela IPC Marketing Editora. Ela revela que a cada R$ 100 que são gastos no Brasil, R$ 1,75 é no Grande ABC. Em 2021 era R$ 1,67. O consumo das famílias na região deve movimentar cerca de R$ 98,8 bilhões ao longo deste ano, liderado pelas despesas da classe B.


Guarulhos em dezembro - Depois de São Bernardo do Campo, a Soneda Perfumaria vai inaugurar mais uma loja, dessa vez no Shopping Bonsucesso, em Guarulhos, em dezembro. A unidade, que vai incorporar as operações da loja da Avenida Monteiro Lobato, 62 não estava nos planos iniciais da rede, mas surgiu como uma grande oportunidade em setembro. Assim, os guarulhenses terão quatro lojas da marca, que já está presente na Rua Dom Pedro II, 61, e nos shoppings Parque Maia e Internacional.


O avanço da Soneda Perfumaria nos shoppings ocorre em um momento de retomada do setor de shopping centers, cujas vendas aumentaram 38,2% no segundo trimestre de 2022 comparado ao mesmo período do ano passado, como diz a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Nos seis primeiros meses do ano, os brasileiros gastaram, em média, R$ 126,27 em produtos e serviços nos shoppings.