top of page
  • Redação

Scalene expande possibilidades sonoras no single duplo "NÉVOA" e "TANTRA"


(Foto:Tate Wasabi / Divulgação)


Dando continuidade à nova fase do Scalene, o trio brasiliense formado pelos músicos Gustavo Bertoni (vocal), Tomás Bertoni (guitarra) e Lucas Furtado (baixo) lança os singles "NÉVOA" e "TANTRA". Na dupla novidade, o grupo versa sobre assuntos como autoconhecimento e a busca desenfreada por epifanias. As músicas chegam às plataformas digitais de streaming pelo slap - selo da Som Livre - nesta sexta-feira, dia 29 de outubro, e a faixa "TANTRA" se desdobra em um videoclipe, que pode ser assistido no canal oficial da banda no YouTube .

Os singles apresentam roupagens sonoras diferentes, mostrando mais uma vez que o Scalene escolhe explorar sua versatilidade e não se envereda por caminhos óbvios. Em outubro, foi lançado o explosivo single "FEBRIL", que abriu a leva de novidades musicais precedentes ao próximo álbum do grupo. "As canções abrem possibilidades interessantes para a interpretação do público e fazem parte da construção narrativa que estamos desenhando nessa nova era", resume Tomás.

Em "NÉVOA", temos um eu-lírico explorando o uso de entorpecentes lisérgicos como forma de mergulho em si mesmo, passando por momentos de agonia e de inquietação, cruzando a linha da mera exploração e indo ao abuso de si e auto-flagelo. Segundo Tomás, responsável pelo primeiro esboço da letra, "ela foi inspirada na minha própria experiência de uso excessivo e irresponsável de drogas, em como eu me sentia em festas underground ‘fritando’, perdido dentro da minha própria busca". "Finalizamos a letra de ‘NÉVOA’ juntos. E assim como todas as faixas desse álbum por vir, fomos compondo tudo de casa, criando, inclusive, várias coisas tocando no teclado do laptop mesmo", cita o guitarrista ao relembrar que essa composição faz parte da série de canções nas quais Philipe "Makako" Nogueira gravou a bateria antes de deixar o grupo, em agosto deste ano.

"TANTRA", por sua vez, composta por Gustavo, só recebeu esse título posteriormente, quando o músico notou se tratar de um relato que conversava com práticas da filosofia tântrica. "A ideia é justamente atribuir esse nome a uma música que não fala sobre sexo, pra que se expanda o significado dessa palavra superficialmente compreendida", comenta o vocalista. No videoclipe, acompanhamos os caminhos de uma personagem em busca de reconexão, com um desfecho inesperado.

"TANTRA" nasceu como um tema minimalista no piano e ao ganhar um beat foi tomando a forma que tem hoje, com camadas de sintetizadores e cordas. Já "NÉVOA" nasce de ideias gravadas em áudios no celular durante passagens de som em 2018 - inicialmente imaginada como uma música eletrônica, o beat e os synths foram substituídos por bateria e guitarras, uma estética stoner e post hardcore para uma composição baseada em uma lógica de música eletrônica. O single duplo chega ao público após a nomeação da banda ao Grammy Latino, na categoria "Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa", com o antecessor EP "Fôlego", de 2020.


Ouça aqui.


Assista abaixo:



Comments


bottom of page