• Redação

Rainer Cadete comemora 18 anos de carreira em seu primeiro espetáculo solo


(Foto: Itamar Bethancourt/ Divulgação)


O espetáculo Diário de Um Louco, adaptado do conto homônimo de Nikolai Gogol (1809 – 1852), ganha nova montagem com Rainer Cadete interpretando um funcionário público atormentado. Elias Andreato, que em 1980 deu vida a esse personagem, também, tendo sido seu primeiro trabalho solo, vai revisitar a obra agora assinando a direção. O espetáculo estreia em curta temporada on-line de 13 a 28 de março, com sessões de sexta a domingo.

A montagem, celebra 18 anos do ator Rainer Cadete. No texto, o personagem se perde na cronologia dos dias e, através de seu emprego numa repartição e da paixão pela filha de seu chefe, expõe seus pensamentos, anseios e percepções do mundo por meio de uma ótica de clausura e solidão de quem não é notado.


Escrito no século 19, o monólogo antecipa a fase áurea do realismo russo, com prenuncio do que viria a ser o surrealismo. “Neste momento, trazer à cena um texto clássico sob uma perspectiva permeada pela realidade do século é 21 é, ao mesmo, desafiador e necessário, pois apresenta a estética da linguagem e costumes da época de uma maneira crível e pertinente aos dias atuais”, diz Rainer.


Rainer Cadete teve seu primeiro contato com o texto através do Elias Andreato, com quem trabalhou anteriormente na peça O Louco e a Camisa, dos mesmos produtores. Durante a pandemia causada pela COVID-19, e também impactado pela solidão imposta pela quarentena, mergulhou nas palavras deste clássico e o trouxe a uma realidade que dialoga com as camadas humanas reveladas neste momento delicado e de grande reflexão para a sociedade.

Serviço:


Data: De 13 a 28 de março

Horários: Sexta a domingo, às 20h.

Ingressos: R$20,00

Onde comprar e assistir: www.sympla.com.br

Classificação: 14 anos

Duração: 45 minutos

Tradução em libras em todas as sessões.