top of page
  • Redação

Ana Beatriz Nogueira traz para São Paulo monólogo “Tudo que eu queria te dizer”


(Foto: Divulgação)


“Tudo que eu queria te dizer”, solo de Ana Beatriz Nogueira com direção de Victor Garcia Peralta, volta a São Paulo para curta temporada no Teatro União Cultural. O espetáculo reúne algumas das cartas ficcionais que compõem o livro homônimo da escritora gaúcha Martha Medeiros, grande sucesso publicado em 2008. E especialmente para esta nova temporada, Martha escreveu um novo texto - uma nova carta - que virá em primeira pessoa, na voz da própria autora.


A primeira versão de “Tudo que eu queria te dizer” estreou no Rio de Janeiro em 2010, no Centro Cultural Correios, percorreu várias cidades do Brasil, e voltou para mais duas temporadas no Rio, ficando em cartaz até 2012, e fez temporada em São Paulo com grande sucesso em 2016. Durante a pandemia, foi apresentada no formato digital.


Através de cinco cartas escolhidas no livro de Martha Medeiros, e mais uma inédita, Ana Beatriz dá vida a seis mulheres que habitam universos completamente diferentes, tendo em comum somente o desejo - e a necessidade - de exporem seus sentimentos e serem ouvidas. As cinco primeiras cartas revelam os questionamentos mais íntimos de Renata, Andressa, Clô, Dirce e Clarissa sobre o amor, a rejeição, a saudade, a ética e o desejo. Já a nova carta é uma mensagem de Martha (autora) diretamente para Ana (atriz).


AS “REMETENTES”

. RENATA escreve ao marido depois de despertar de um sonho com a revelação de que não é feliz há muito tempo no casamento, e resolve dar uma virada na sua vida.

. ANDRESSA SÁ, amante abandonada, resolve mandar uma carta para a esposa de seu ex-amor, contando em detalhes sobre o romance que tiveram.

. CLÔ, uma velhinha sagaz e bem humorada, escreve para o marido que já morreu, contando como é envelhecer sozinha.

. DIRCE, seguindo a orientação do seu analista, escreve para ele uma carta desabafando sobre seus sentimentos menos nobres e mais politicamente incorretos, aqueles que não se tem coragem de expor para ninguém.

. CLARISSA PICOLI, terapeuta, informa por carta a um casal de pacientes que não pode prosseguir com a terapia, pois está perdidamente apaixonada pela primeira vez por uma mulher - a paciente em questão.

. MARTHA MEDEIROS, autora das cinco cartas anteriores, escreve agora diretamente à atriz que interpreta seus textos, contando sobre uma carta que recebeu de um condenado por corrupção, que não pede desculpas nem se justifica, quer apenas ser ouvido.


Serviço:


Temporada: De 08 de Outubro a 06 de Novembro Horários: Sábados às 19h | Domingo às 19h Local: Teatro União Cultural

Endereço: Rua Mario Amaral, 209, São Paulo Ingressos: A partir de R$ 40,00 Classificação: 14 anos Duração: 50 minutos

Ingressos: Online | Bilheteria

Yorumlar


bottom of page