• Bianca

Luan Santana faz “Check In” em Bogotá


(Foto: Divulgação)


Luan Santana acaba de lançar o clipe do seu novo single, “Check-In”. Um lançamento Som Livre, o vídeo foi gravado na capital da Colômbia, Bogotá. Dirigido pelo americano Gil Green, que já trabalhou com outros grandes artistas como John Legend, Chris Brown e Akon, a produção reúne elementos dignos de um filme. Efeitos especiais e tomadas densas, detalhando expressões, despertam o ator que existe no cantor.


Nos estúdios da RCN, a maior rede de TV de Bogotá, Luan contracena com Rosmeri Marval, atriz venezuelana radicada no país. Foram necessárias quase 20 horas de gravação ininterrupta para a megaprodução, que promete ser um divisor de águas na consolidada carreira do astro.


Logo no inicio do clipe, passos de uma mulher usando sapatos brancos de salto orquestram nota por nota anunciando a música. O andar leve, mas ao mesmo tempo marcante, revela que ela é a enfermeira de um hospício. Em seguida, num canto, aparece Luan com camisa de força, sentado no chão e encostado na parede. O cenário de confinamento e a chegada da moça dão início à trama. Em meio às alucinações do protagonista, as notas crescem e impactam com a música que envolve a história.


Ao ilustrar o amor que leva à loucura ou a loucura que move o amor, Luan remete a sua musa até a Tailândia. Como uma sexy deusa tailandesa, no figurino tradicional e na maquiagem típica, ela o seduz num cenário de luz e magia, com velas, castiçais e almofadas coloridas.


Seguindo para a ideia de presa e predador, logo depois, a atriz aparece como uma deusa africana, com sua maquiagem étnica, suas indumentárias e figurino tribal. Ao lado de outras bailarinas com roupas iguais, a musa enfeitiça o personagem com os seus ritos e ritmos. Mas é em outro cenário, o de alguma selva deste mundo, que as alucinações vão além da imaginação.


Nesse jogo onde realidade e ficção se confundem, é possível ver que o cantor se entregou de corpo alma para a filmagem e apostou deste o inicio nesse projeto. “Dizem que, em Bogotá, estamos a 2.600 metros perto das estrelas. Isso porque a capital da Colômbia é a terceira mais alta do mundo. É para este país vibrante, mutante e que tem se tornado referência mundial no combate à violência e em mobilidade urbana, que eu gravei este videoclipe com uma vibe diferente, mas com um jeito novo de demonstrar romantismo. Afinal, esta é a minha essência, em meio às alucinações que a arte nos conduz”, revela Luan.


Confira: