• Bianca

Ana Vilela lança seu primeiro álbum


(Foto: Divulgação)


Nesta sexta-feira (20), Ana Vilela realiza mais um grande sonho ao lançar, pelo slap, o seu primeiro álbum. Com 13 faixas, sendo 12 autorais e uma regravação, o disco já está disponível nos aplicativos de música – confira: https://slap.lnk.to/AnaVilela. Além das faixas do EP “Está Escrito” e o single “Promete”, a cantora apresenta composições inéditas e outras letras escritas há mais tempo. O sucesso “Trem-Bala” também faz parte do trabalho com uma versão que conta com a participação especial de Luan Santana. A produção musical é assinada por Juliano Cortuah e Fernando Lobo.


“Trem-bala”, hit que viralizou em pouco tempo na internet e foi entoado por diversos artistas, transformou a vida de Ana. Com apenas 19 anos, a jovem da Londrina (PR), mostrou sensibilidade e maturidade em poucos versos e logo conquistou uma legião de fãs. O sucesso da música foi uma grande surpresa para a jovem. “Estou muito realizada com este momento. Há um ano, eu não imaginava o que estou vivendo hoje. Este álbum traz muito de mim, cada canção tem uma história”, revela Ana.


O single “Promete”, lançado recentemente, marca presença no disco. A canção, que originou um clipe e um documentário emocionantes, surgiu da relação de amor e carinho da cantora com o primo mais novo, Pedro. O pequeno, que tem apenas 2 anos de idade, é muito próximo da cantora. “Ele é uma criança muito doce e um dia eu pensei: preciso escrever sobre isso! Para que ele continue assim, com esse jeito fofo e carinhoso”, conta Ana.


“Maíra” é o nome da primeira faixa do álbum. A música é uma homenagem de Ana para a professora Maíra. As duas sempre tiverem muitas afinidades e logo se tornaram amigas pessoais. Inspirada em relacionamentos passados, Ana escreveu quatro músicas “Aindas”, “Maktub”, “She” e “Ineffable”. Essas duas últimas são suas primeiras composições em inglês.


A única regravação do álbum traz um sentimento de nostalgia para Ana: “Leãozinho”, sucesso de Caetano Veloso, fez parte da infância da cantora. A tia de Ana cantava essa canção quando ela era pequena. A música é tão significativa que virou uma tatuagem que ela carrega no braço.


Veja a capa do álbum:

(Foto: Divulgação)


O novo trabalho da cantora traz diversos significados e símbolos da própria vida. O projeto gráfico foi minuciosamente pensado, trazendo para cada música uma ilustração feita por Anna Cunha. As ilustrações foram desenhadas em cima de fotos tiradas pela própria Ana Vilela.


Para fechar o disco, a cantora escolheu a canção que deu inicio a tudo. Ao lado de um dos seus maiores ídolos, Luan Santana, Ana solta voz em “Trem-Bala”. O single, que caiu no gosto popular, já alcançou mais de 13 milhões de plays no Spotify e cerca de 40 milhões de visualizações no Youtube. “Na verdade, nada do que veio com Trem- Bala foi esperado. É uma música que eu fiz para mim, não esperava que fosse vazar. Sempre foi meu sonho cantar e ver tantas pessoas, que eu admiro, cantando a minha música é emocionante.”, disse Ana Vilela.