• Bianca

Câmera Record revela detalhes da luta da polícia contra o tráfico de drogas na fronteira brasileira


(Foto: Divulgação)


O Câmera Record deste domingo (20/08), às 23h15, mostra imagens exclusivas dos bastidores de uma guerra que há anos acontece todos os dias na fronteira mais conturbada e perigosa do País, uma região com altos índices de homicídio, grandes carregamentos de drogas e um exército a serviço do contrabando. Na divisa entre Brasil, Paraguai e Argentina, a atração flagrou a ação de bandidos por terra, ar e água.


O Rio Paraná funciona como uma fronteira fluvial de 190 quilômetros entre Brasil e Paraguai. Bem no meio, há uma parte ainda mais ampla: o Lago de Itaipu. Para fiscalizar uma área tão extensa, os policiais precisam contar com um equipamento de ponta: o chamado "caveirão aquático". A embarcação tem 300 cavalos de potência, o que equivale ao motor de um carro esportivo, e ainda conta com tecnologia para facilitar as operações à noite.


Um arsenal apreendido recentemente com os criminosos impressiona. São armas de diversos tamanhos e calibres. Os repórteres tiveram acesso exclusivo ao paiol de armas e munições da Polícia Federal. "O fuzil ponto 50 é a arma mais pesada que já foi apreendida. Esse fuzil pesa em torno de 13 kg, é difícil manuseá-lo. Mas eu me refiro também ao peso da munição. Um disparo desse fuzil pode ultrapassar facilmente uma lancha blindada. E até derrubar um helicóptero", revela o repórter Marcus Reis.


Nos labirintos de terra que cortam a região, o jornalístico acompanha a perseguição que parece um filme. Na operação, até então mantida em sigilo, os agentes vão atrás de três contrabandistas. A viatura alcança os fugitivos. E chega a bater na traseira de um dos carros.


O Câmera Record, apresentado por Marcos Hummel, vai ao ar domingo, 20/08, às 23h15, logo após o Domingo Espetacular.