• Bianca

Anderson Di Rizzi, Nívea Maria e grande elenco encenam a Paixão de Cristo no Piauí

(Foto: Paloma Meleiro/ Divulgação)


Na noite de sábado, 15, aconteceu a segunda e última apresentação da 22ª edição de uma das histórias mais emocionantes da humanidade, “Paixão de Cristo”, na cidade de Floriano, no Piauí. E mais uma vez, o Teatro Cidade Cenográfica, o segundo maior a céu aberto do Brasil, contou com a presença de cerca de dez mil pessoas, que saíram emocionadas junto com todo o elenco.


Além da celebração à Semana Santa, o evento marcou a comemoração dos 30 anos do grupo Escândalo Legalizado de Teatro – ESCALET, organizador do espetáculo, que mostra a trajetória marcante de Jesus, do batismo à ressurreição.


Com direção de César Crispim, quatro artistas de projeção nacional se juntaram aos 350 atores formados nas oficinas do grupo. Werner Schunemann foi o edomita judeu Caifás, participante de destaque no julgamento de Jesus organizado por Sinédrio; A veterana atriz Nívea Maria viveu Maria de Nazaré, mãe de Jesus; Já Anderson di Rizzi, o governador romano Pôncio Pilatos, que dominou a Judeia na invasão ocorrida, anos antes por Pompeu; e Carolina Kasting foi Herodias, esposa de Herodes, que induziu a filha, Salomé a pedir a cabeça de João Batista. O personagem principal, Jesus Cristo, foi interpretado pelo jovem ator, Edson Oliveira, natural de Floriano.


“Eu cresci em uma família católica e me senti muito feliz e honrado por ter participado de um espetáculo desse e em uma época religiosa tão importante”, disse Anderson Di Rizzi.