• Bianca

Espetáculo “I love Neide – A Viagem” estende temporada e acrescenta tradutor em libras nos espetácul


(Foto: Divulgação)


O espetáculo “I Love Neide – A Viagem”, com Eduardo Martini, sequência do monólogo de sucesso “I Love Neide” que divertiu mais de 100 mil pessoas, mostra as loucuras da engraçada senhora especialista em autoajuda, em um tour pelos quatro cantos do mundo. Com dramaturgia de Pedro Fabrini e direção do ator, a comedia estreiou dia 12 de janeiro de 2017 e inaugurou a temporada de verão do Teatro italia todas as quintas feiras as 21h .


A peça tem uma divertida crítica social, nas várias cenas que mesclam interpretação e dança. “A ideia é fazer rir ao apontar os defeitos de tipos comuns na nossa sociedade, tirando exemplos do cotidiano que são irritantes, como a falta de educação de profissionais que lidam com o público”, explica Eduardo Martini.


Neide Boa Sorte foi criada por ele para a televisão, se popularizou em um quadro do programa da Hebe Camargo e ganhou os palcos em 2007, enriquecida com detalhes que a tornaram atual. “Ela não diz a idade nem se é casada, usa muitas joias, salto alto, é cafona e chic ao mesmo tempo. A personagem não foi planejada, aconteceu. Tive uma vaga inspiração em livros de autoajuda e em pessoas esotéricas que dizem acudir os outros mas no fundo pioram tudo”, fala Martini.


Na peça, Neide Boa Sorte virou uma celebridade como participante de um reality show e faturou, como prêmio de consolação, uma viagem pelo mundo. Um roteiro turístico que pode ser o sonho de muita gente, vira, em cena, um pesadelo cômico.


Em contato com outras culturas e situações inusitadas (loucuras com ervas em Amsterdam, um encontro com Deus em Nova York, e uma aventura na savana Africana, uma visita a um museu em Paris), Neide se envolve em um incidente diplomático, podendo começar uma guerra mundial, e acaba presa no Afeganistão.


“I Love Neide 2 – A Viagem” tece uma divertida crítica social, em cenas que mesclam interpretação e dança. “A ideia é fazer rir ao apontar os defeitos de tipos da nossa sociedade, extraindo exemplos irritantes do cotidiano, como a falta de educação de profissionais que lidam com o público”, explica Eduardo Martini.


Neide Boa Sorte foi criada pelo ator para a televisão, e se popularizou em um quadro do programa da Hebe Camargo. Ela ganhou os palcos em 2007, enriquecida com detalhes que a tornaram atual.


“A personagem não diz a idade nem se é casada. Ela usa muitas jóias, peruca e salto alto. É cafona e chique ao mesmo tempo. A personagem não foi planejada, aconteceu. Tive uma vaga inspiração em livros de autoajuda e em pessoas esotéricas que dizem acudir os outros mas no fundo pioram tudo”, fala Martini.

Serviço:

Temporada: de 12 de janeiro a 30 de março

Horários: quintas feiras, às 21 horas.

Recomendação: 14 anos

Duração: 80 min.

Ingressos: R$50 (com opção de meia entrada)

Local: Teatro Itália

Endereço: Avenida Ipiranga, 344 – Edifício Itália

Vendas pela Internet: www.compreingressos.com

Venda por Telefone: 11. 2122.2474

Bilheteria do Teatro (11) 3255 1979

Horários de Funcionamento:

De Terça a Domingo: das 15h às 19h, ou até o início do espetáculo.