• Bianca

São Paulo e Instituto Olga Kos homenageiam o Dia Internacional da Síndrome de Down


(Foto: divulgação)


No clássico de amanhã, quando o Tricolor enfrenta o Palmeiras no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista, os jogadores são-paulinos vão entrar em campo acompanhados por crianças e jovens muito especiais. Eles são parte do projeto Instituto Olga Kos, e todos têm Síndrome de Down.

A ação acontece para lembrar o Dia Internacional da Síndrome de Down, que é em 21 de março. Essa data é importante para conscientizar que o indivíduo com a Síndrome merece respeito, garantia de direitos e oportunidades de inclusão social. Veja mais abaixo algumas das dúvidas mais frequentes sobre a Síndrome.


A data é uma referencia à trissomia do cromossomo 21 – as pessoas com Síndrome de Down carregam três desses cromossomos. Estima-se que 300 mil pessoas têm a Síndrome no Brasil, cerca de 30 mil delas em São Paulo.


“O São Paulo quer chamar atenção dos torcedores para o Dia Internacional da Síndrome de Down. E nada melhor de fazer essa ação antes de um jogo, porque sabemos que será uma experiência incrível pra esses jovens, que pra nós são muito especiais”, afirma o vice-presidente de Comunicação e Marketing do clube, José Francisco Manssur.


“Um jogo dessa magnitude é uma excelente oportunidade para promovermos a conscientização sobre esta data tão importante. O São Paulo está de parabéns pela atitude.”, completa a Dra Olga Kos, vice-presidente do Instituto.