• Bianca

Festa de bar paulista reúne as melhores bandas cariocas

Na noite de sábado, 3, foi realizada a festa de três anos do bar mais conceituado da Vila Madalena, o Vila Seu Justino, uma festa realizada das 16 hrs até o último cliente na casa de shows Audio Club, no parque da Água Branca, reuniu nomes como BangalaFumenga, Melanina Carioca, Vamo Aê, entre outros DJs sensacionais !


(foto: Divulgação)

Realizamos uma entrevista com os sócios do bar, e também produtores do evento que comentaram como foi toda a preparação para o grande dia, como estava sendo o evento até o horário de nossa entrevista, se precisaram de alguma ajuda para a realização deste grande evento, como foi a escolha do local, das bandas, enfim ... “Ficamos três meses preparando esse evento, pensando em tudo para cada detalhe estar perfeito, ficamos preocupados com o ambiente pra trazer a melhor sensação possível!” Os sócios também comentaram que pensaram muito nos detalhes de ambientação do evento com as luzes que estavam no teto, as placas que também estavam penduradas e também nos disseram que queriam proporcionar uma sensação nova em um ambiente que normalmente já tem eventos. Referente ao local escolhido para a festa, os sócios e produtores, disseram que estavam em busca de algo que tivesse fácil acesso para o público que frequenta o bar, e também, outro aspecto importante para o evento era a capacidade do ambiente que tivesse no mínimo um espaço que coubesse umas 2.500 pessoas para atender bem e confortável o público ! Ao serem perguntados como estava sendo o evento até horário da entrevista eles prontamente responderam: “Está sendo uma total correria, estamos o tempo inteiro no rádio, vendo cada detalhe da festa, não estamos conseguindo aproveitar a festa pois estamos muito preocupados com o público, para que tudo termine ocorrendo certo !”


(foto: Divulgação)


Após o show da banda BangalaFumenga, fomos no camarim dos cantores e batemos um papo super decontraído, cheio de informações para todos os fãs e amigos dessa banda que já vem a anos se destacando nos Blocos do Rio de Janeiro, e a três anos aqui em São Paulo, perguntado como era estar aqui em São Paulo em uma festa de um bar de renome, um dos vocalistas e fundador do grupo Rodrigo Maranhão, nos disse: “O Banga tem um caso de amor aqui com São Paulo já á alguns anos, tem uns 4 anos que a gente veio fazer uma oficina de percussão, e hoje em dia o banga também é um bloco de São Paulo, somos do Rio de Janeiro mais nunca fomos uma banda de ‘vai e volta’ criamos também raízes aqui, temos uma oficina de percussão, uma bateria aqui, já nos sentimos praticamente de casa e isso reflete no carinho que pessoal tem por nós, vendo que não estamos aqui de turista, estamos para complementar o carnaval da cidade, ajudar a fazer a festa que é a maior festa do nosso país!”. Em São Paulo já estão também com uma parte do bloco, já desfilam pela região à uns 3, 4 anos com uma bateria toda daqui, que foram montadas com todas as oficinas do banga em São Paulo. Ao ser perguntado se era a primeira vez dividindo o palco com uma banda também carioca, como eram para eles, Rodrigo nos disse que já dividiram o palco em outras ocasiões, e outros eventos, há muito tempo acabou essa “rivalidade” entre as banda, entre jogos, entre carnaval, entre Rio – São Paulo, Rio- Bahia, São Paulo- Bahia, ele comenta que sentia uma dificuldade de entrar em São Paulo mas as pessoas evoluíram e foram entendendo que só tinham a ganhar e a aprender, e ter essa troca de informações, e ele ainda nos disse “O Banga é isso, é uma casinha, mais uma casinha com as portas abertas”. Sobre as expectativas do evento o vocalista nos disse que toda a expectativa que tínhamos aconteceu, tem públicos que depende muito do evento se tornam muito mais difíceis, mais hoje o público estava “limpo” e afim de estar aqui curtindo essa festa, afim de se deixar levar, e hoje sobre a festa e a curtição que foi o show, é isso que faz eles se manterem músicos e terem essa entrega mútua, entre artista e público !